Uncas Tales é bicampeão Mundial Sub-23 de remo

Uncas: bicampeão Mundial Sub-23
(Foto: FISA)

Um raio brasileiro caiu pela segunda vez consecutiva no topo do pódio do Campeonato Mundial Sub-23 de Remo. Aos 21 anos, o mineiro Uncas Tales Batista repetiu este domingo o feito inédito do ano passado e tornou-se o primeiro bicampeão mundial do remo nacional, ao vencer a Final A do Single Skiff Peso-Leve Masculino, em Poznan, na Polônia.

“Estou muito feliz, essa corrida foi muito difícil. Competi contra os melhores do mundo e este não foi meu melhor ano. Então, ganhar significa muito”, afirmou Uncas ao site oficial da competição, destacando o papel do técnico Paulinho, com quem treina no Botafogo. “Meu técnico é verdadeiramente a chave”.

Uncas largou em terceiro, atrás do francês Hugo Beurey e do australiano Sean Murphy, que o derrotara na semifinal da véspera. Cruzou a metade da raia em segundo, a 2s71 de Beurey, e assumiu a ponta no terceiro quarto da prova, vencendo em 6m51s27, quase três segundos à frente do francês (6m54s10), com Murphy em terceiro (6m56s43). “Eu estava trabalhando muito e tive uma ótima liderança, mas o Brasil voltou mais forte nos últimos 500 metros. Eu pensei que tinha todos no meu campo de visão, mas eu olhei e não pude mais vê-lo”, resumiu Beurey.

Dono do melhor tempo da prova (6m46s34), estabelecido ano passado na Bulgária, Uncas estreou na Polônia com vitória na primeira eliminatória, na quarta-feira, passando direto às quartas de final, na sexta, quando também venceu. Só não ficou em primeiro na semifinal de sábado, superado em 37 centésimos pelo australiano Murphy, repetindo o roteiro do ano passado, quando também não venceu na véspera do ouro.

Pela primeira vez na história da competição, o Brasil teve barco em duas disputas por medalha, com o também remador do Botafogo Lucas Verthein, de 20 anos, terminando em sexto na Final A do Single Skiff Masculino. Ambos disputaram as provas com mais inscritos no campeonato: 28 barcos em cada. Bronze no Mundial Júnior em 2016 – a única medalha do país na competição – Lucas ficara em 11º na mesma prova ano passado. No Feminino, Milena Viana, de 20 anos, despediu-se em terceiro na Final B do Single Skiff, nono lugar na classificação geral, também melhorando sua posição em relação a 2017, quando terminou em 18º.

Após o ouro Sub-23 em 2017, Uncas, que completa 22 anos em outubro, encerrou o jejum de sete anos sem um barco individual brasileiro em uma final A masculina no Mundial Sênior, com o sexto lugar no Single Skiff Peso-Leve em Sarasota (EUA), repetindo a posição de Aílson Eráclito em 2009. Ele deve voltar à prova no campeonato deste ano, entre 9 e 16 de setembro, em Plovdiv, na Bulgária, palco de seu primeiro título Mundial.

Este ano, Uncas disputou duas das três etapas da Copa do Mundo, ficando em terceiro na Final B (9º no geral) do Single Skiff Peso-Leve, em junho na Áustria, e em sexto na Final C (18º) do Single Skiff aberto, em julho na Suíça.

Encerrado este domingo, o Mundial Sub-23 reuniu 888 atletas de 55 países. Os Estados Unidos ganharam cinco provas (incluindo o Oito Com Masculino), duas a mais que Itália e Grã-Bretanha, mas os italianos levaram a maior quantidade de medalhas para casa: 12, sendo três de prata e seis de bronze, contra oito de americanos e britânicos e sete dos alemães (nenhuma de ouro).

Site oficial

Memória
Participações do Brasil no Mundial Sub-23

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.