Jogos, Fabiana e Lucas são os destaques de 2016

Drysdale e Martin: decisão por 3 centímetros (Foto: Vicente Leal/Remo em Voga)

Drysdale e Martin: decisão por 3 centímetros
(Foto: Vicente Leal/Remo em Voga)

Foi um ano histórico. Em 2016, a Lagoa Rodrigo de Freitas recebeu os melhores remadores do Mundo nos primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos na América do Sul; despediu-se da catarinense Fabiana Beltrame, o maior nome da modalidade no Brasil; e viu o carioca Lucas Verthein ganhar cinco ouros no Campeonato Brasileiro, dois meses após conquistar um bronze inédito para o país no Mundial Junior, na Holanda.

Sem a prometida arquibancada flutuante, nem a temida mortandade de peixes, a raia da Lagoa exigiu perícia e resistência dos atletas Olímpicos, em agosto. Ventos fortes e chuva forçaram o adiamento de provas em dois dias, mas sem afetar as 14 finais, que tiveram 10 países diferentes no topo do pódio – com os britânicos conquistando o tri na última prova, graças à vitória no Oito Com Masculinoico-camera3 sobre alemães (prata) e holandeses (bronze).

As americanas também fizeram história no Rio, mantendo a invencibilidade de dez anos no Oito Com Femininoico-camera3, com o tri Olímpico na prova, superando britânicas e romenas. Campeã Mundial em 2015, a australiana Kim Brennan a confirmou seu domínio no Single Skiff Femininoico-camera3 com o ouro na Lagoa, à frente de Genevra Stone (EUA) e Jingli Duan (CHN).

Mas nada superou a final do Single Skiff Masculinoico-camera3, com a vitória do neozelandês Mahe Drysdale decidida no photo finish, por 3 centímetros de vantagem sobre o croata Damir Martin, com o tcheco Ondrej Synek em terceiro. O agora bicampeão estabeleceu o novo melhor tempo da prova nos Jogos Olímpicos: 6m41s34, mais de um segundo abaixo da marca do belga Tim Mayens (6m42s52) em Londres-2012.

A raia também baixou os melhores tempos em três das quatro provas nos Jogos Paralímpicos, em setembro: no Single Skiff AS Masculino e Feminino e no Double Skiff TA Misto, com os brasileiros Renê Campos e Cláudia Silva terminando em sexto nas finais A individuais. Como na Olimpíada, o estádio de remo recebeu mais de seis mil espectadores para assistir à disputa de medalhas, numa demonstração da atratividade do esporte.

Prata no Single Skiff Feminino no Pré-Olímpico em março, no Chile, Fabiana Beltrame, de34 anos, ficou fora dos Jogos Olímpicos do Rio pelos critérios da CBR, que só podia inscrever um barco por gênero e optou pelo Double Skiff Peso-Leve Feminino, com Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi, que venceram sua prova classificatória – William Giaretton e Xavier Vela foram os representantes no Double Skiff Peso-Leve Masculino.

“Como estava chegando perto dos Jogos e eu não conseguia achar nenhuma parceira, eu preferi ficar no skiff (pesado). A Fernanda e a Vanessa se juntaram alguns meses antes e conseguiram se classificar com a medalha de ouro. Eu fiquei com a prata e, com esta mudança de regra, elas acabaram sendo as escolhidas para competir. Eu digo que há males que vêm para bem, eu não iria conseguir competir bem aqui a Olimpíada. Não estava no meu auge justamente pela chikungunya. É lógico que eu fiquei muito triste de não participar, eu queria encerrar com a minha quarta Olimpíada, no Brasil, mas Deus escreve certo por linhas tortas. Na época, eu fiquei triste, mas hoje em dia eu já entendo e está tranquilo”, afirmou Fabiana ao site Globoesporte.com.

Ela pegou chikungunya em abril e ainda se recuperava quando disputou sua última competição internacional, terminando em sexto lugar na Final B do Single Skiff Peso-Leve Feminino na 3ª Etapa da Copa do Mundo, na Polônia, em junho. Foi seu pior resultado em nove participações na prova – que não integra o programa Olímpico –, na qual ganhou três ouros (20112013 e 2015), uma prata (2015) e dois bronzes (2010 e 2013), além de um quarto lugar em 2011, ano em que foi campeã Mundial, na Eslovênia.

Menos de dois meses após a Paralimpíada, com a raia albano e os deques de embarque e desembarque usados nos Jogos, a Lagoa foi reaberta para o Campeonato Brasileiro Júnior e Sênior de barcos longos. Campeão do Brasileiro de Barcos Curtos em abril, em São Paulo,o Botafogo ratificou sua hegemonia com 13 ouros em 20 provas – mais que o dobro dos seis ouros do Vasco, quatro deles com Fabiana Beltrame em sua última competição nacional.

Destaque alvinegro ao lado do amazonense Ailson Eráclito, com cinco ouros cada, o carioca Lucas Verthein, de 18 anos, entrou para a história do remo brasileiro em agosto, ao ganhar a primeira medalha do país no Mundial Júnior, com o bronze no Single Skiff Masculino, na Holanda. Na mesma semana e raia, o mineiro Uncas Tales, também do Botafogo, ficou em 8º no Mundial Sub-23, ganhando três posições em relação à sua participação anterior, em 2014.

Os três contribuíram decisivamente também para o inédito tetra do alvinegro no Campeonato Estadual, com o título invicto garantido com folga na 4ª Regata, em novembro, a última competição oficial de Fabiana Beltrame, que se despediu da Lagoa com mais um ouro no Single Skiff Peso-Leve Femininoico-camera3.

Veja também:
Galeria de fotos das finais Olímpicas
Galeria de fotos dos pódios no Campeonato Brasileiro

Leia mais:
Título invicto coroa tetracampeonato inédito do Botafogo Remo se despede da Paralimpíada com calor da torcida Lucas ganha bronze histórico no Mundial Júnior Três centímetros decidem ouro Olímpico na Lagoa Fabiana encerra carreira histórica no remo internacional Botafogo é Campeão Brasileiro de Barcos Curtos em SP Ouro com ‘espanhol’ salva Brasil no Sul-Americano de remo 

© Remo em Voga ®

 

Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Estadual, Remo Internacional, Remo Nacional, Remo Olímpico, Remo Paralímpico e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s