SNAR faz raio-X do remo de alto rendimento no Brasil

Fabiana e Leandro lideram o ranking no remoergômetro (Fotos: Satiro Sodre/SSPress)

Fabiana e Leandro lideram o ranking nacional
(Fotos: Satiro Sodre/SSPress)

Apesar de não refletir as condições de uma prova na água, o resultado do SNAR (Sistema Nacional de Avaliação do Remador), divulgado pela CBR esta semana, faz um raio-X da distribuição dos atletas de alto rendimento no país. O teste de 6.000 metros, que baliza os rankings masculino e feminino no remoergômetro, foi realizado por 172 remadores de 20 clubes em sete estados. Mais da metade (89) treina no Rio de Janeiro, sendo 50 no Flamengo, 33 no Botafogo, três no Loureiro, dois no Rema Campos e um no Piraquê (o Vasco não enviou resultados).

Isso não significa um domínio carioca em todas as categorias. Os melhores percentuais em relação aos tempos de referência entre os atletas Sub-23 são de outros estados, com Augusto Muhleuber (84,85%), do União (RS), no masculino, e Naiara Pena, do Paysandu (PA), no feminino. O Paulistano (SP) dominou o Peso-Leve da categoria, com Fabrizio Giovannini Filho (92,24%) e Vitória Blanes (80,56%).

O melhor resultado geral entre os homens também foi do União, com Leandro Tozzo atingindo 96,14% do tempo de referência na categoria Sênior.  Os botafoguenses Emanuel Borges e Augustin Suleiman salvaram a pátria carioca na Sênior Peso-Leve e na Júnior, com 92,01% e 90,67%, respectivamente.

Mesmo obtendo as maiores conquistas do remo nacional nos últimos anos, as mulheres responderam por apenas 22% dos testes enviados à CBR. Fabiana Beltrame foi a única a superar os 90% do tempo de referência, com 91,63% na Sênior Peso-Leve. Milena Viana, também do Flamengo, liderou entre as juniores com o menor percentual em todas as categorias, 76,33%, enquanto Bianca Miarka, do Botafogo, alcançou 86,1% na Sênior.

Quatro dos dez melhores resultados no masculino foram obtidos por remadores do União, de Porto Alegre, mesmo total dos clubes do Rio (dois do Botafogo, um do Flamengo e um do Loureiro), com um atleta do Paulistano e outro do Martinelli (SC) completando o Top 10. Entre as mulheres o domínio é carioca e rubro-negro, com seis remadoras do Flamengo na lista das dez melhores, que tem duas representantes do Paulistano, uma do Botafogo e outra do Paysandu.

O fato de o SNAR ser pré-requisito à participação na Seletiva Nacional (entre 23 e 26 deste mês na raia da USP, em São Paulo) e o anúncio de que a CBR quer selecionar até 71 barcos (23 Olímpicos, 30 Sub-23 e 18 Juniores) para a temporada 2014 parecem ter estimulado a nova geração a fazer os testes na semana anterior ao Natal. Ao todo, 71 atletas com idade até 18 anos enviaram resultados (41% do total), sendo 50 rapazes e 21 moças.

Entre os abaixo de 23 anos (27%), 39 participaram no masculino, e sete no feminino. Os Seniores responderam por 32% dos resultados do SNAR, com 45 homens e 10 mulheres aptos a competirem por uma vaga na Seleção.

Afora os clubes cariocas, os de Santa Catarina foram os que enviaram mais resultados: 24. Os gaúchos mandaram 22; os paulistas, 16; capixabas, 11, paraenses e baianos, cinco cada. Um sinal de que a busca pelo alto rendimento se espalha no país.

 

Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Nacional e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s