Rio 2016 busca voluntários para atuar nas provas de remo

picto_remo_pEstar em um barco não será a única maneira de participar das provas de remo nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos na Lagoa Rodrigo de Freitas. A organização da Rio 2016 espera contar com 300 “voluntários específicos” em cada uma das competições, com experiência na modalidade para atuar nas áreas de treinamento e aquecimento, dando suporte a atletas, oficiais técnicos e federações internacionais.

“Queremos pessoas com conhecimento sobre procedimentos e operação de competições”, explicou a sul-africana Colleen Orsmond ao site da CBR. Supervisora da Federação Internacional de Remo (FISA) nas duas últimas Olimpíadas (Pequim-2008 e Londres-2012), ela deixou a gestão de eventos da entidade no fim do ano passado para ser Líder de Competição de Remo da Rio 2016, responsável pela operação esportiva na raia olímpica.

Os voluntários específicos do remo desempenharão funções como distribuir gelo e toalhas aos atletas, segurar barcos na largada, controlar acesso a todas as áreas ou pilotar lanchas, caso em que precisam ter carteira de habilitação. Todos terão direito a transporte público na cidade do Rio, alimentação nas instalações onde forem alocados, uniforme completo, curso de inglês online, treinamento e certificado de participação.

O processo de inscrição acontecerá em agosto e setembro. Até o fim deste semestre será divulgado o “código do esporte” que identificará o voluntário como um especialista em remo. Todos farão treinamento à distância, via internet, com algumas sessões presenciais, e deverão participar também do Campeonato Mundial Júnior de Remo, de 2 a 11 de agosto de 2015, que servirá de evento-teste da modalidade.

“Podem ser atletas, ex-atletas, árbitros, técnicos, parentes de atletas e pessoal administrativo”, diz Colleen. Ao todo, a Rio 2016 espera contar com 70.000 voluntários nas duas competições, sendo 7.000 Voluntários Específicos do Esporte (SSV na sigla em inglês). Os candidatos podem se inscrever apenas nos Jogos Olímpicos, só nos Paralímpicos, ou em ambos.  É necessário ter no mínimo 18 anos em 2016, Ensino Fundamental completo e disponibilidade para trabalhar pelo menos 10 dias, consecutivos ou não, no período dos Jogos.

Segundo o documento que apresenta o programa, “é esperada uma atitude profissional dos voluntários”. Não será permitido pedir autógrafos, fotos, brindes “ou qualquer outra ação que interfira na concentração e privacidade dos atletas antes ou depois da competição”, sendo “expressamente proibido qualquer tipo de ação comercial durante sua atuação como voluntário”. A “remuneração” é a própria participação.

Fonte: Confederação Brasileira de Remo
© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Rio 2016 busca voluntários para atuar nas provas de remo

  1. LUIS CARLOS ALBUQUERQUE disse:

    SOU ATLETA DE CANOAGEM OCEANICA MASTER ,DEVIDAMENTE INSCRITO NA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CANOAGEM ,FEDERAÇÃO PAULISTA CANOAGEM E ASSOCIAÇÃO TURMA DO REMO -SANTOS SP,EM 2013 BRONZE MARATONA 12KM CAMPEONATO PAULISTA-RAIA OLIMPICA DE CUBATÃO SP E 5 LUGAR FINAL CAMPEONATO BRASILEIRO 12 KM PRAIA GRANDE SP E CASO SEJA POSSIVEL EMBORA MINHA CATEGORIA NÃO É REMO,MAS MSM ASSIM TENHO INTERESSE DE PARTICIPAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s