Fabiana busca medalha inédita e fim do jejum de ouro no Pan

Vincius e Victor, à frente de Canadá e EUA (Foto: CBR/Divulgação)

Vincius e Victor (no alto), à frente de Canadá e EUA
(Foto: CBR/Divulgação)

Fabiana Beltrame já foi campeã Mundial, ganhou três medalhas de ouro em etapas da Copa do Mundo, mas nunca chegou ao topo do pódio em Jogos Pan-Americanos. A catarinense de 33 anos espera quebrar o tabu esta quarta-feira em Toronto, no Canadá, na Final A do Single Skiff Peso-Leve Feminino, às 9h55 (10h55 no horário de Brasília). A última medalha de ouro do país no remo foi há 28 anos, no bicampeonato dos irmãos Ricardo e Ronaldo Carvalho, no Dois Sem Masculino, em 1987, nos Estados Unidos.

Após dois dias de finais, os brasileiros ainda não subiram ao pódio nesta edição dos Jogos. Quem chegou mais perto foram os gaúchos Vinícius Delazeri e Victor Ruzicki, com o quarto lugar no Dois Sem Masculino, esta terça-feira, com o tempo de 6m38s96, à frente de canadenses (6m38s99) e americanos (6m39s77). A prova teve um raro empate em primeiro lugar, com argentinos e chilenos ganhando ouro em 6m27s77. O México ficou com o bronze (6m33s52).

Também atletas da categoria Sub-23, como Vinícius e Victor, Caroline Corado e Sophia Py terminaram em quinto na Final A do Double Skiff Peso-Leve Feminino. Elas completaram a prova em 7m10s01, à frente das mexicanas (7m12s86). O ouro foi para o Canadá (6m57s23), com Cuba em segundo (7m00s36), Estados Unidos em terceiro (7m03s86) e Argentina em quarto (7m07s47). Os quatro brasileiros, junto com Guilherme Gomes e David Faria, seguirão direto para o Mundial Sub-23 na próxima semana, na Bulgária.

Caroline e Sophia ainda remam a Final A do Four Skiff Feminino, com Yanka Britto e Gabriela Salles, esta quarta-feira, às 10h15 (11H15), contra chilenas, cubanas, canadenses, americanas e argentinas. Os gaúchos também voltam à raia de Henley no Oito Com Masculino, às 10h35 (11h35), contra Cuba, Canadá, Estados Unidos e Brasil. Às 9h15 (10h15), Gabriel Campos se despede no Single Skiff Masculino.

Aílson Eráclito e Thiago Carvalho encerraram sua participação com vitória na Final B do Double Skiff Peso-Leve Masculino, esta terça-feira, em 6m36s24, superando barcos de Venezuela (6m38s18) e Guatemala (6m39s40). O ouro da prova foi para o México, com o tempo de 6m15s65, à frente de Estados Unidos (6m17s34) e Cuba (6m24s88).

Com nove das 14 finais já disputadas, o Canadá lidera o quadro de medalhas do remo, com cinco ouros e dois bronzes. Cuba, Estados Unidos, Argentina, Chile e México têm um ouro cada. Cubanos e americanos já ganharam três pratas, duas a mais que argentinos e chilenos.

Desde a primeira edição dos Jogos Pan-Americanos, em 1951, os remadores brasileiros só não subiram ao pódio em 1955, na Cidade do México. Em 16 edições, foram 42 medalhas, sendo 8 de ouro, 20 de prata e 14 de bronze, em todas as classes de barcos.

Esta é a quarta participação de Fabiana Beltrame, que foi 6º no Double Skiff em 2003; 5º no Four Skiff em 2007; e 2º no Single Skiff Peso-Leve, em 2011, quando o Brasil também ganhou prata no Dois Sem Masculino, com João Hildebrando e Alexis Mestre.

Resultados de terça-feira
Lista de partida de quarta-feira
Site oficial

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s