Remadoras paulistas fazem protesto em defesa do Oito Com

Oito Com do Corinthians: treino sem competição (Foto: Rozilene Xavier)

8+ Feminino do Corinthians: treino para não competir
(Foto: Rozilene Xavier)

Com perplexidade e frustração. Assim reagiu um grupo de remadoras paulistas ao saber do cancelamento da prova do Oito Com (8+) Feminino, incluída no programa inicial do Campeonato Brasileiro Sênior, que acontece até domingo na Raia da USP, em São Paulo. Elas redigiram uma carta ao presidente da CBR, em protesto contra a decisão, tomada após o Botafogo retirar seu barco da disputa, que teria também o Flamengo.

“As regras da competição não deveriam permitir que o interesse dos clubes em ganhar o campeonato prejudique as equipes que se prepararam para as provas e querem participar independentemente do resultado”, diz a carta. Segundo Camila Gaglianone, que enviou o texto ao Remo em Voga através do Facebook, o cancelamento “foi um balde de água fria que vai na contramão da necessidade de incentivo ao esporte”.

A decisão do Botafogo de não competir em três provas do Feminino (além do Oito, os Double Skiff Peso-Leve e Aberta foram cancelados) gerou protesto também de Fabiana Beltrame, que disputaria as duas provas, incluídas no programa dos Jogos Olímpicos Rio 2016. “Estou muito triste, frustrada, desiludida…”, escreveu em sua página no Facebook, na quarta-feira. Referência para as remadoras mais novas, a campeã Mundial em 2011 foi citada por Camila em sua mensagem-desabafo.

“Lembro de ter lido há pouco tempo um post da Fabiana Beltrame falando sobre a falta de incentivo para novas gerações de remadores. Cá estamos nós, suando a camisa diariamente e provando que existe sim renovação no remo! Mas a nossa vontade é abandonar o esporte. Treinar mais um ano com parca infraestrutura, sem incentivo dos clubes, para talvez participar de uma prova? Não vale a pena”, escreveu.

Divulgada na página ReMarias, no Facebook, a carta reflete o sentimento e a dedicação das remadoras. “Superamos os desafios porque queremos remar o 8+ e acreditamos que nossa iniciativa pode levar outras equipes a se mobilizarem. Sabemos da dificuldade de atletas e clubes para manter uma guarnição de 8+ treinando, e até por isso aqueles que o fazem deveriam ser incentivados”.

O texto foi compartilhado por Fabiana Beltrame em sua página, com o comentário: “Assim como eu, muitas outras atletas foram prejudicadas e não puderam competir, por isso apoio a causa. Se sofremos com a falta de renovação no esporte, esse tipo de atitude não pode mais acontecer, mesmo que ‘seja uma prática comum’. Vamos mudar, vamos ajudar o nosso esporte a crescer!”

Na carta, as remadoras do Corinthians fazem um apelo que vale para todo o esporte. “Precisamos sair desse ciclo vicioso, em que não se treina porque não há competição, e não há competição porque não tem gente treinando”.  E concluem: “Não é aceitável que o interesse dos clubes se sobreponha à importância do esporte! Não nos manifestamos apenas pelas equipes paulistas, mas pela modalidade feminina de remo no Brasil. Queremos fazer parte de um movimento maior, e pedimos o seu apoio”.

 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Nacional e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Remadoras paulistas fazem protesto em defesa do Oito Com

  1. Anônimo disse:

    é triste ver o barco mais bonito da competição ser cancelado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s