Brasil rema repescagens para avançar no Mundial Sub-23

David e Guilherme estão na Final C no Dois Sem PL (Foto: Detlev Seyb/MyRowingPhoto.com)

David e Guilherme: Final C no Dois Sem PL
(Foto: Detlev Seyb/MyRowingPhoto.com)

Não está fácil a vida dos remadores brasileiros em competições internacionais. Após participação preocupante nos Jogos Pan-Americanos, no Canadá, quando ficaram em último em seis das 11 provas disputadas, dois dos três barcos do país no Campeonato Mundial Sub-23, em Plovdiv, na Bulgária, voltaram a fechar a raia nos primeiros dois dias de provas da principal competição para atletas com menos de 23 anos.

O melhor resultado até agora foi o quinto lugar de Sophia Câmara e Caroline Corado na bateria classificatória do Double Skiff Peso-Leve Feminino. As remadoras do Flamengo estrearam esta quinta-feira com o tempo de 8m02s85, à frente das búlgaras (8m27s79). Grécia (7m42s67) e Austrália (7m43s83) conquistaram as duas vagas diretas, superando Espanha (7m48s56) e Polônia (7m49s91). As remadoras do Flamengo disputam a repescagem esta sexta-feira, às 11h05 (5h05 no horário de Brasília), na briga por uma das três vagas contra Canadá, Espanha, Noruega, Dinamarca e Estados Unidos.

Os gaúchos Vinícius Delazeri e Victor Pereira também terão de passar pela repescagem para chegar às semifinais. Eles fecharam a raia na estreia no Dois Sem Masculino, esta quinta-feira, em 6m54s52, atrás de australianos (6m33s41), alemães (6m41s53) e austríacos (6m47s58), que conquistaram as três vagas diretas. Atletas do Grêmio Náutico União, de Porto Alegre, eles voltam a remar às 9h30 (3h30) de sexta-feira, contra barcos de Estados Unidos, Letônia e Moldávia, e só não avançam se ficarem em último novamente.

Quem já não tem mais chances de ficar entre os 12 melhores é o Dois Sem Peso-Leve Masculino, que fechou a raia nas duas provas disputadas e se despedirá na Final C, no sábado. David Faria e Guilherme Gomes ficaram em quinto na estreia, quarta-feira, com o tempo de 7m29s74, atrás de gregos (7m04s15), americanos (7m06s87), britânicos (7m10s31) e noruegueses (7m26s60). Na repescagem, esta quinta-feira, a dupla do Botafogo repetiu a posição, em 7m23s53, superada por Alemanha (7m11s22), França (7m12s49), Japão (7m13s61) e Noruega (7m13s81). Os três primeiros se classificaram às semifinais.

Os brasileiros são todos estreantes na competição e ainda poderão disputá-la pelo menos mais duas vezes. Vice-campeã sul-americana no Single Skiff Peso-Leve, em abril, Sophia é a única nascida em 1996, tendo feito 19 anos em março. Os outros são de 1995, faltando apenas Victor completar 20 anos, em agosto. Disputado no atual formato desde 2005, o Mundial Sub-23 já teve brasileiro no pódio duas vezes, com as medalhas de prata e bronze de Aílson Eráclito no Single Skiff Masculino, em 2009 e 2010, respectivamente.

Resultados de quarta-feira
Resultados de quinta-feira
Lista de partida de sexta-feira
Site oficial

Confira todas as participações do Brasil no Mundial Sub-23

 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s