‘Olímpicos’ brilham na Copa do Mundo rumo à Rio 2016

Murray e Bond: invictos desde 2009 no Dois Sem (Foto: Igos Meijer/FISA)

Murray e Bond: invictos desde 2009 no Dois Sem
(Foto: Igos Meijer/FISA)

Parecia a Lagoa Rodrigo de Freitas em agosto: campeões Olímpicos e Mundiais remando pelo ouro em todas as classes de barcos que integram o programa dos Jogos Rio 2016. A 2ª Etapa da Copa do Mundo, encerrada este domingo em Lucerna, na Suíça, reuniu alguns dos favoritos ao título no Brasil, e mostrou a força da Nova Zelândia. O país foi ao pódio em sete das 14 provas Olímpicas (3 ouros, 2 pratas e 2 bronzes) e somou 51 pontos, assumindo a terceira posição na competição, atrás de Holanda e Grã-Bretanha.

Entre os destaques neozelandeses está o Dois Sem Masculino, formado por Hamish Bond e Eric Murreay, vencedor de todas as provas internacionais que disputou desde 2009, incluindo os Jogos de Londres, em 2012. Não foi diferente em Lucerna (6m48s57), onde o inusitado foi holandeses e britânicos registrarem tempo idêntico (6m51s050) na briga pelo segundo lugar.

Além do Kiwi Pair, o também  campeão Olímpico Mahe Drysdale (6m54s11) superou o tcheco Ondrej Synek (6m57s43), atual campeão Mundial, na final do Single Skiff Masculino, cujo bronze foi para o cubano Angel Fournier  (6m59s31) – o único latino-americano a chegar a uma Final A de prova Olímpica na competição em Lucerna.

O terceiro ouro da Nova Zelândia foi no Quatro Sem Peso-LeveMasculino (6m02s14), em que derrotou Suíça (6m03s92) e Dinamarca (6m04s43), atuais campeã e vice Mundial. O país ainda foi bronze com a campeã Mundial Zoe McBride no Single Skiff Peso-Leve Feminino – que não é prova Olímpica e não pontua para a competição –, no qual a brasileira Fabiana Beltrame venceu a Final B e terminou em sétimo.

Segundo no quadro de medalhas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e na etapa, com 43 pontos, a Grã-Bretanha ganhou na última remada o Quatro Sem Masculino, graças a uma enforcada no barco da Austrália, que liderou toda a prova e perdeu por 27 centésimos de segundo.  O resultado custou aos australianos o terceiro ouro, já que o país venceu no Single Skiff Feminino, com a campeã Mundial Kim Brennan (7m28s38), e no Four Skiff Masculino (5m48s49), à frente de britânicos e dos favoritos suíços.

Os Estados Unidos, terceiros na etapa com 36 pontos, também ganharam dois ouros, ambos no Feminino: no Dois Sem e no Oito Com, no qual as atuais campeãs mundiais e olímpicas não perdem desde 2006. Ao todo, 19 países foram ao pódio nas 17 provas do programa, com 11 ganhando ouro. A Croácia ganhou dois no Masculino (Double Skiff Masculino e Single Skiff Peso-Leve Masculino), com Alemanha, Holanda, França, Lituânia, Canadá e Polônia ganhando um cada.

No Oito Com Masculino, os holandeses repetiram a vitória da 1ª Etapa e superaram os alemães, atuais campeões Olímpicos, mantendo a liderança na classificação geral da Copa do Mundo, com 81 pontos, contra 57 dos britânicos. A Nova Zelândia, que não disputou em Varese, pulou para terceiro, com os mesmos 51 pontos da Polônia, que recebe a última etapa, em Poznan, entre 17 e 19 de junho.

Brasil se despediu este domingo com o quarto lugar de Xavier Vela e William Giaretton na Final B do Double Skiff Peso-Leve Masculino (10º no geral), repetindo o melhor resultado do Brasil na prova em Copa do Mundo, conquistado por José Sobral e Thiago Gomes em 2003. Também classificadas para os Jogos Olímpicos, Vanessa Cozzi e Fernanda Nunes terminaram em segundo lugar na Final C (14º), enquanto Steve Hiestando ficou em 18º no Single Skiff Masculino.

Site oficial
Resultados de domingo
Classificação final por prova
Classificação da Copa do Mundo

Memória:
Todas as participações do Brasil na Copa do Mundo

Leia também:
Fabiana vence Final B e fica em 7º na volta ao Peso-Leve Brasil rema em duas semifinais na Copa do Mundo
Holanda vence etapa e lidera Copa do Mundo de Remo CBR garante duplas e pede convite para Fabiana na Rio 2016 Nova Zelândia é bicampeã da Copa do Mundo

 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para ‘Olímpicos’ brilham na Copa do Mundo rumo à Rio 2016

  1. Anônimo disse:

    Bom texto – eu tinha deixado de ler os informativos do Remo em voga por sentir uma tendência em desmoralizar o remo nacional, nos estados de federações diferentes da do Rio de Janeiro porém quero parabenizá-los pela melhora dos textos e pela forma de divulgação mais imparcial.

    • remoemvoga disse:

      Obrigado pelo comentário, apesar de não concordarmos com a “tendência a desmoralizar o remo nacional”, já que nossa intenção é exatamente o oposto (ainda que nem sempre seja possível). Quanto ao foco no Rio, deve-se em parte ao fato de estarmos na cidade e à dificuldade de encontrarmos informações regulares sobre o remo em outros estados. Mas é bom saber que voltamos a merecer a sua leitura. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s