Conheça os remadores do Brasil na Paralimpíada

Claudia Santos rema em sua 3ª Paralimpíada (Foto: Patrícia Santosl/CPB)

Claudia Santos rema em sua 3ª Paralimpíada
(Foto: Patrícia Santos/CPB)

CLÁUDIA CÍCERO SANTOS
NASCIMENTO: 04/08/1977, Carapicuiba (SP)
PESO: 60kg
ALTURA: 1,69m
CLASSE: AS
PROVA: Skiff – ASW1x

PRINCIPAIS CONQUISTAS: bronze no Mundial da Coreia do Sul 2013; ouro no Mundial Indoor de Boston 2012; bronze na Copa do Mundo da Itália 2012; prata na Copa do Mundo de Munique 2012; bronze na Copa do Mundo da Eslovênia 2010; prata no Mundial da Nova Zelândia 2010; ouro no Mundial de Munique 2007.

HISTÓRIA: Cláudia foi atropelada em 2000, na Rodovia Raposo Tavares, em São Paulo, quando saía do trabalho, e precisou amputar a perna direita por completo. Em 2005, ela começou a praticar a natação. Dois anos depois, conheceu o remo e em oito meses de treino participou do Mundial de Munique, onde conquistou a medalha de ouro.

Renê Pereira estreia na Rio-2016 (Foto: CPB)

Renê Pereira estreia nos Jogos na Rio-2016
(Foto: CPB)

RENÊ CAMPOS PEREIRA
NASCIMENTO: 27/06/1980, Itapetinga (BA)
PESO: 90kg
ALTURA: 1,81m
CLASSE: AS
PROVA: Skiff – ASM1x

PRINCIPAIS CONQUISTAS: ouro na Regata Internacional de Gavirate 2015, na Itália; ouro no Campeonato Regional de Turim 2015 (ITA); prata no Mundial Indoor de Boston 2015.

HISTÓRIA: Em 2006, com 26 anos, o esportista e médico residente em ortopedia Renê Pereira sentiu dores na coluna. Ao procurar o hospital, foi diagnosticado com abscesso epidural, o que causou uma compressão medular e, por consequência, a perda dos movimentos das pernas. Seis anos depois, e com passagem pela natação, o baiano começou a praticar remo, esporte com que mais se identificou por sua limitação física. Antes da lesão, ele jogara futebol em várias equipes de base da Bahia e também praticara várias outras modalidades esportivas.

Josiane e Michel: bronze no Mundial em 2014 (Foto: CPB)

Josiane e Michel: bronze no Mundial em 2014
(Foto: CPB)

JOSIANE DIAS DE LIMA
NASCIMENTO: 25/02/1975, Florianópolis (SC)
PESO: 75kg
ALTURA: 1,67m
CLASSE: TA
PROVA: Double Skiff – TAMix2x

PRINCIPAIS CONQUISTAS: ouro no Single Skiff na Regata Internacional de Gavirate 2015, na Itália; tetracampeã do Mundial Indoor de Boston (2011, 2013, 2014 e 2015); prata no Double Skiff Misto na Copa do Mundo 2015, na Itália; bronze no Double Skiff Misto no Mundial de Amsterdã 2014, na Holanda; prata na Copa do Mundo de Belgrado 2012; prata no Mundial da Polônia 2009; bronze nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008; ouro no Mundial de Munique 2007.

HISTÓRIA: Dois anos após se formar em Educação Física, Josiane sofreu um acidente de moto que comprometeu o joelho esquerdo. Sua carreira como atleta começou na natação, em travessias aquáticas. Foi apresentada ao remo em 2006. No primeiro Mundial de que participou, na Inglaterra, terminou em oitavo lugar. Em 2008, nos Jogos de Pequim, foi medalhista de bronze e deixou seu nome marcado na história do remo brasileiro.

MICHEL GOMES PESSANHA NASCIMENTO: 29/03/1979, Barra Mansa (RJ)
PESO: 82kg
ALTURA: 1,71m
CLASSE: TA
PROVA: Double Skiff – TAMix2x

PRINCIPAIS CONQUISTAS: ouro no Single Skiff masculino na Regata Internacional de Gavirate 2016, na Itália; prata no Double Skiff no Mundial Indoor 2015, em Boston (EUA); bronze no Double Skiff Misto no Mundial de Amsterdã 2014, na Holanda.

HISTÓRIA: Na infância, Michel não tomou a vacina contra a poliomielite, o que lhe causou sequelas na perna e na nádega, ambas do lado direito. Com excesso de peso, o atleta começou a praticar a musculação e, consequentemente, o halterofilismo. Em 2013, ele fez teste na equipe de remo no Clube de Regatas do Flamengo. Foi aceito e se encontrou no esporte paralímpico.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro

Memória
Todas as participações do Brasil em Jogos Paralímpicos

Leia também:
Remo do Brasil compete em três barcos na Paralimpíada Copa mostra a força dos rivais no remo Paralímpico Brasil ganha medalhas mas não a quarta vaga na Paralimpíada 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Paralímpico e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Conheça os remadores do Brasil na Paralimpíada

  1. Tany Sousa disse:

    Cada atleta em sua superaçao. Torço pela conquista ao podio. Vamos Brasil!!

  2. CLAUDIA NICCHIO disse:

    Muito linda a história desses atletas.Torcendo muito pelo Brasil!!!🚣🚣🚣

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s