Remo do Brasil compete em três barcos na Paralimpíada

Cláudia Santos: 3ª Paralimpíada (Foto: Mpix/CPB)

Cláudia Santos: 3ª Paralimpíada no ASW1x
(Foto: Mpix/CPB)

O Brasil estreia esta sexta-feira na competição de remo dos Jogos Paralímpicos, com barco em três das quatro provas que integram o programa desde Pequim-2008. Presente em todas as edições, Cláudia Santos abre a participação brasileira na segunda bateria do Single Skiff AS (braços e ombros) Feminino, às 8h50, contra barcos de Grã-Bretanha, Itália, Coreia, Belarus e Argentina.

O estreante Renê Campos compete logo em seguida, às 9h10, na primeira bateria do Single Skiff AS Masculino. Ele enfrenta remadores de Quênia, Estados Unidos, Holanda, Ucrânia e China. Em todas as provas, apenas o primeiro avança direto à Final A, com os demais disputando a repescagem no sábado.

Dona da única medalha do Brasil na modalidade, o Bronze em 2008 com Elton Santana, Josiane Lima volta a remar no Double Skiff TA (tronco e braços) Misto, desta vez com Michel Pessanha, seu parceiro no terceiro lugar no Mundial de 2014, na Holanda. Na estreia, às 9h50, eles enfrentam as guarnições francesa, holandesa, polonesa, japonesa e americana. Os australianos Gavin Bellis e Kathryn Ross, atuais tricampeões Mundiais da prova, remam na segunda bateria.

Entre as principais rivais de Cláudia Santos estão a atual campeã Mundial Moran Samuel, de Israel, e a britânica Rachel Morris, vencedora da última etapa da Copa do Mundo deste ano, em junho, e adversária na primeira prova. Já Renê Campos Pereira enfrenta logo na estreia  o atual campeão Paralímpico, o chinês Cheng Huang. Outro favorito ao ouro, o australiano Erik Horrie, três vezes campeão Mundial, está na segunda bateria.

Ao todo, 96 atletas (48 homens e 48 mulheres) de 25 países competem até domingo na Lagoa, com 12 barcos em cada prova – uma masculina, uma feminina e duas mistas. Pela primeira vez, o Brasil não está na disputa do Quatro Com LTA (perna, tronco e braços) Misto, que não conquistou a vaga na Regata Internacional de Gavirate, na Itália, em abril. A Argentina é o único país latino-americano além do Brasil a ter representante nos Jogos, com Mariana Gallo no Single Skiff As Feminino.

Conheça os remadores do Brasil na Paralimpíada
Lista de partida de sexta-feira (9/9)

Memória
Todas as participações do Brasil em Jogos Paralímpicos

Leia também:
Copa mostra a força dos rivais no remo Paralímpico Para-remo do Brasil disputa medalha em três finais Brasil ganha medalhas mas não a quarta vaga na Paralimpíada 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Paralímpico e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s