Brasil rema por medalha em duas finais Paralímpicas

Cláudia Santos: 3ª final Paralímpica no ASW1x (Foto: Igor Meijer/FISA)

Cláudia Santos: 3ª final Paralímpica no ASW1x
(Foto: Igor Meijer/FISA)

Dois barcos brasileiros remam por medalha nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, este domingo, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Cláudia Santos e Renê Pereira garantiram presença nas finais A do Single Skiff AS (braços e ombros) Feminino e Masculino, respectivamente, com o segundo lugar nas repescagens deste sábado – que atraíram um público de 6.315 espectadores ao estádio de remo. Josiane Lima e Michel Pessanha ficaram a 10 centésimos da vaga, e disputam o sétimo lugar na final B do Double Skiff TA (tronco e braços) Misto.

Esta será a terceira final Paralímpica de Cláudia Santos, que busca o primeiro pódio após ficar em sexto em Pequim-2008 e quarto em Londres-2012. Aos 39 anos, a paulista é a mais velha dentre as seis finalistas. Às 9h50, ela volta a disputar o ouro com a belarussa Liudmila Vauchok (35 anos), bronze em Londres, e a israelense Moran Samuel (34), quinto há quatro anos e atual campeã Mundial da prova.

As três se classificaram na repescagem – assim como a norueguesa Birgit Skarstein (27), que derrotou a brasileira este sábado – e terão de superar a britânica Rachel Morris (37), ganhadora da última etapa da Copa do Mundo, em junho, e a chinesa Lili Wang (34), que passaram direto à final com vitórias na sexta-feira.

Estreante em Jogos Paralímpicos, o baiano Renê Campos Pereira, de 36 anos, também ficou em segundo na repescagem este sábado, superado apenas pelo chinês Cheng Huang (34), ouro em Londres-2012. Prata há quatro anos, o australiano Erik Horrie (36), atual tricampeão Mundial da prova, classificou-se direto na sexta-feira, assim como o ucraniano Roman Polianskyi (31). O britânico Tom Aggar (32), quarto lugar em Londres, e o americano Blake Haxton (25), completam a raia da final A, marcada para 10h10.

O primeiro barco brasileiro a se despedir será o Double Skiff TA Misto, com Josiane Lima e Michel Pessanha, às 9h10. Bronze em 2008 com Elton Santana – a única medalha do Brasil na modalidade – Josiane volta a disputar a final B, na qual ficou em segundo lugar (oitavo no geral) em Londres 2012, com Isaac Ribeiro. Os brasileiros perderam a última vaga na final A nos últimos metros da repescagem deste sábado, quando foram ultrapassados pela guarnição da Ucrânia, sendo superados por 10 centésimos de segundo.

A última prova deste domingo é a final A do Quatro Com LTA (pernas, tronco e braços) Misto, às 10h50, com barcos de África do Sul, Alemanha, Estados Unidos, Grã-Bretanha (atuais campeões), Canadá e China. As provas, na distância de 1.000 metros (metade do percurso Olímpico), podem ser vistas parcialmente de alguns pontos nas margens da Lagoa, principalmente perto da sede do Flamengo, próximo à linha de chegada.

Conheça os remadores do Brasil na Paralimpíada
Resultados de sábado (10/9)
Lista de partida de domingo (11/9)

Memória
Todas as participações do Brasil em Jogos Paralímpicos

Leia também:
Copa mostra a força dos rivais no remo Paralímpico Brasil ganha medalhas mas não a quarta vaga na Paralimpíada 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Paralímpico e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Brasil rema por medalha em duas finais Paralímpicas

  1. Cláudio. mota disse:

    listas de tempos. repescagem. sábado. transmissão. TV deixou o remo paralímpicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s