Brasil tem melhor resultado no Dois Sem no Mundial Sub-23

Victor e Vinicius: 9º lugar no Dois Sem (Foto: CBR/Divulgação)

Victor e Vinicius: 9º lugar no Dois Sem
(Foto: CBR/Divulgação)

A maior participação do Brasil no Mundial Sub-23 desde 2012 rendeu o melhor resultado do país na competição desde então, quando o Four Skiff PL Masculino foi oitavo lugar. Os gaúchos Vinícius Delazeri e Victor Ruzicki ficaram em terceiro na Final B do Dois Sem Masculino, este domingo em Plovdiv, na Bulgária, e terminaram em 9º na classificação geral da prova – a melhor posição de um barco de palamenta simples brasileiro desde 2010,  quando Renato Azevedo e William Giaretton ficaram em 11º na mesma prova.

Primeira guarnição feminina nacional a disputar no Campeonato da categoria, Caroline Corado e Sophia Camara se despediram em sexto na Final B do Double Skiff Peso-Leve, com a 12ª posição entre 18 participantes.

Quarto lugar na semifinal A/B, no sábado – após vitória na repescagem sexta-feira –, Victor e Vinicius repetiram o terceiro melhor tempo da véspera entre os classificados para a Final B e conquistaram a nona posição geral em 6m51s18, meio segundo à frente dos finlandeses (6m51s68), atrás apenas de franceses (6m43s70) e húngaros (6m49s36). Estados Unidos (7m04s48) e Moldávia (7m08s45) completaram a raia.

Classificadas às semifinais com o terceiro lugar na repescagem, Sophia e Caroline ficaram em sexto na semifinal e repetiram a posição na Final B, com o tempo de 7m40s84. A vitória foi das australianas (7m15s62), que superaram alemãs (7m17s73), canadenses (7m19s20), gregas (7m20s91) e espanholas (7m23s21). A final A foi vencida pelas neozelandesas Jackie Kiddle e Zoe McBride, que estabeleceram o único novo melhor tempo do Mundial, em 6m54s83.

Terceiro barco brasileiro na competição, o Dois Sem Peso-Leve Masculino, com David Faria e Guilherme Gomes, encerrou sua participação no sábado, em 14º lugar no geral, superado pelos noruegueses na Final C. A última vez que o Brasil chegou a uma Final A do Mundial Sub-23 foi em 2010, quando Ailson Eráclito conquistou o bronze no Single Skiff, sua segunda medalha na competição – fora prata no ano anterior.

Os brasileiros, que foram para Plovdiv direto dos Jogos Pan-Americanos, no Canadá, são todos estreantes no Mundial Sub-23 e ainda poderão disputá-lo pelo menos mais duas vezes. Vice-campeã sul-americana da categoria no Single Skiff Peso-Leve, em abril, Sophia é a única nascida em 1996, tendo feito 19 anos em março. Os outros são de 1995, faltando apenas Victor completar 20 anos, em agosto.

Resultados de domingo
Quadro de medalhas
Site oficial

Confira todas as participações do Brasil no Mundial Sub-23

 

© Remo em Voga ®

 

Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s