Brasil terá Oito Com e mais cinco barcos no Mundial Júnior

Oito Com terá 5 integrantes da prata no Sul-Americano (Foto: CBR/Facebook)

Oito Com: cinco integrantes da prata no Sul-Americano
(Foto: CBR/Facebook)

O Brasil vai disputar pela primeira vez a tradicional prova do Oito Com em um Campeonato Mundial Júnior. O país terá seis barcos na principal competição internacional para atletas até 18 anos, que servirá de evento teste da modalidade para os Jogos Olímpicos de 2016, na Lagoa Rodrigo de Freitas. “O Oito é o maior símbolo do remo, o que reforçou nossa escolha para este barco, após avaliações de várias possibilidades de formações”, justifica Marcello Varrialle, coordenador da CBR para a categoria.

Ao todo, 22 brasileiros estão inscritos em seis das 13 provas, sendo duas no Feminino: o Double Skiff, com Milena Viana e Isabelle Falck, que foram bronze na prova no Sul-Americano da categoria, em abril, no Paraguai; e o Four Skiff, com Gabrielle dos Santos, Isabella Ibeas, Maithe Martins e Juliana Alipio, a única remanescente da guarnição que ganhou prata na competição continental, quando o Brasil ficou em terceiro no geral, atrás de Argentina e Chile.

Segundo Varriale, a formação da equipe para o Mundial considerou os resultados da Seletiva Nacional e das  avaliações ergométricas, no começo do ano. “A partir deste ponto, iniciamos avaliações de possíveis guarnições durante os camp training da seleção Júnior, conforme rendimento apresentado e possibilidade de maior envolvimento de jovens remadores. Durante todo o período da temporada, acompanhamos estes atletas e buscamos trocar informações entre os treinadores dos vários clubes envolvidos” , explica.

Dos 22 escalados, 16 treinam em clubes com sede às margens da Lagoa: oito no Flamengo, sete no Botafogo e um no Vasco. Três são de Santa Catarina (dois do Aldo Luz e um do Martinelli), um de São Paulo (Pinheiros), um de Pernambuco (Sport) e outro do Rio Grande do Sul (União).

Mais da metade dos 16 inscritos no Masculino está no Oito Com, que terá cinco integrantes da guarnição medalha de prata no Sul-Americano (atrás do Chile): Thiago Silva, André Abreu, Ítalo de Miranda, Higor Rayne e o timoneiro Matheus Silva. Eles serão acompanhados de Carlos Santos, Neemias Aguiar, Lucas Vieira e Paulo Silva, que foram bronze no Quatro Sem no Paraguai.

“Um dos objetivos da seleção para o Mundial em casa é proporcionar a experiência de competir neste nível com o maior envolvimento possível de jovens remadores”, explica Varriale. “Buscamos encontrar barcos nos quais os atletas de cada especialidade pudessem ter maior competitividade, seguindo o objetivo de envolvermos uma equipe grande.”

Os outros quatro integrantes do Oito no Sul-Americano – Lucas Verthein, Anderson Della Vecchia, Bernardo Boggian e Daniel Silva – vão remar o Four Skiff no Mundial, a terceira prova com mais inscritos (20), atrás apenas do Single Skiff Masculino (25) e Feminino (23). O único representante individual do Brasil será Igor Cunha, prata com o Four Skiff no Paraguai.  Campeões no Brasileiro de Barcos Curtos, em março, e vice sul-americanos, José Vitor Farias e Pedro Morgado voltam a remar no Dois Sem.

Para definir as guarnições, foram formados barcos referência para cada categoria, “servindo como um farol para os demais barcos em desenvolvimento”, explica Varriale. “O grande objetivo da seleção Junior é prepararmos e proporcionarmos boa experiência aos jovens remadores, para que tenham interesse em prosseguir na carreira sênior, com foco e comprometimento com o treinamento de alto rendimento a longo prazo.”

O Mundial Júnior reunirá 563 atletas de 54 países, divididos em 190 barcos em 13 provas, sendo sete masculinas. O Brasil já chegou três vezes à Final A, ficando em quinto lugar no Dois Sem Masculino, com Ricardo Carvalho e Carlos Hime, em 1977, e no Single Skiff Feminino, com Beatriz Cardoso, em 2013; e em sexto no Dois Com Masculino, com Cleber Ferraz, Carlos Buckton e Carlos Leite (timoneiro), em 1987.

Ano passado, na Alemanha, Uncas Tales foi sexto na Final B do Single Skiff, o melhor resultado individual masculino do Brasil na competição. Presentes em todas as finais em casa, os alemães foram campeões pela segunda vez consecutiva, e defenderão o título no Rio com barco em todas as provas.

Site oficial
Lista de atletas do Brasil no Mundial Júnior

Veja também:
Medalhistas do Brasil no Sul-Americano Júnior e Sub-23
Sexto na Final B, Uncas entra para a história no Mundial Júnior
Clubes estão na base do sucesso alemão no Mundial Júnior

 

© Remo em Voga ®
Anúncios

Sobre remoemvoga

Notícias e vídeos sobre o remo brasileiro e competições internacionais
Esse post foi publicado em Remo Internacional e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s